pix garantido

É possível fazer compras de outras pessoas físicas com o Pix Garantido?

O Pix é um sistema de pagamentos que foi implementado pelo Banco Central no mês de novembro de 2020 no Brasil. E agora, próximo de fazer dois anos, ele deverá ganhar uma novidade ainda mais significativa.

Trata-se do Pix Garantido que possibilitará que uma empresa faça vendas parceladas para uma pessoa através do Pix. Para isso, haverá uma instituição intermediadora que garantirá o crédito em caso de inadimplência.

Como vai funcionar o Pix Garantido?

Dentre os produtos de crédito existentes no mercado, o Pix Garantido vai se assemelhar mais com o cartão de crédito. Uma vez que será uma espécie de limite concedido pela instituição financeira.

Nesse caso, uma pessoa poderá fazer uma compra parcelada, desde que dentro do limite de crédito que for concedido pela instituição bancária, e então o valor será debitado no dia do mês que for combinado da sua conta.

Por exemplo, se alguém fizer uma compra de um produto de outra pessoa no valor de R$2 mil para ser pago em 10 vezes de R$200, todos os meses esse valor será debitado da conta com comprador e creditado na conta do vendedor.

Se por ventura no dia do pagamento o comprador não possuir saldo em conta, a instituição bancária faz o pagamento para o vendedor e então começa a correr juros sobre o valor atrasado por parte do comprador.

E as compras terão que ser feitas em uma empresa?

Embora o Banco Central já tenha anunciado a novidade, e dito que ela será implementada até o próximo ano, ainda há algumas questões que carecem de respostas, sendo uma delas a obrigatoriedade da compra ser feita de uma pessoa jurídica.

Nesse caso, não está claro se por meio do Pix Garantido uma pessoa poderá fazer compra de outra, mesmo que ela não tenha um CNPJ. Com o cartão de crédito isso é possível atualmente.

Até porque, para fazer o pedido de uma maquininha, não é necessário ter um CNPJ. Desse modo, é bem provável que também não haverá essa obrigatoriedade no Pix Garantido.

Ou seja, será possível comprar de outra pessoa física um produto parcelado através dessa nova linha de crédito. Mas como o Banco Central ainda não determinou as regras da nova funcionalidade, não dá para dizer com convicção se isso acontecerá.

Regras para as instituições bancárias participarem

Outro ponto que ainda não foi esclarecido pelo Banco Central é acerca das regras para que uma instituição financeira possa ser a intermediadora do Pix Garantido.

Desse modo, ainda não está claro se todas as instituições que hoje oferecem a funcionalidade para os seus clientes poderão participar, ou se terá que ser feita uma nova adesão para essa funcionalidade.

Enfim, alguns pontos ainda carecem de esclarecimento que deverá vir já nos próximos meses quando o BC deverá anunciar a data que o Pix Garantido passará a vigorar no Brasil.

O que se espera, contudo, é que essa nova funcionalidade seja mais democrática e barata que os atuais cartões de crédito, trazendo ainda mais desenvolvimento para o setor bancário brasileiro.

E você, qual a sua expectativa sobre o Pix Garantido? Diz aí pra gente nos comentários, e compartilhe essa matéria com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
PostS RelacionadOs
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

Menu